Como Colocar Em Prática A Educação Financeira

Quando comecei a colocar em pratica a educação financeira, confesso que no início tive dificuldades. Pelo fato de consumir por impulso.

Portanto, vou passar algumas dicas que me ajudaram e eliminar esse tipo de comportamento e ter controle sobre minhas finanças.

Porém para que dê certo, você precisa não apenas ter o conhecimento, mas também foco e persistência para colocar em prática.

Gaste Menos Do Que Ganha

Uma dica tão óbvia, não? Pois é, mas muitas pessoas não conseguem sustentar essa prática durante o mês.

Uma estatística feita no Brasil, mostra que 1 em cada 4 brasileiros fecham o mês no vermelho, ou seja, com a conta negativa.

Se você faz parte do lado ruim dessa estatística, a primeira coisa que você precisa fazer é se posicionar para mudar essa situação e começar a traçar metas.

Metas financeiras consistem em analisar e destinar o seu dinheiro para cada área importante da sua vida. Evite gastos desnecessários e analise isto com calma.

Recebeu? Então Pague-se Primeiro!

As vezes você se esforça para ter um saldo na conta no final do mês, mas a maioria das vezes acaba sobrando pouco ou quase nada.

Então, se você já passou ou passa por isso, uma dica excelente é encarar a sua poupança e suas economias do mês, como uma de suas despesas!

O melhor a fazer para que isso se torne uma realidade, é começar a colocar uma data de vencimento em suas aplicações; tal como se fosse uma conta, ou outra despesa.

Onde você vai aplicar, seja no tesouro direto, ou renda fixa… Não importa, o que importa agora é você “pagar” a sua poupança.

Se possível, faça uma aplicação programada no seu banco para um determinado dia do mês. Isso ajudará bastante.

Poupe, Mesmo Que Pouco

Já indiquei aqui no blog, formas de poupar. Muitos especialistas indicam poupar em torno de 10% a 15% do seu salário.

Mas isso também, algumas vezes pode fugir um pouco da realidade devido aos compromissos financeiros. Então como poupar?

Honre suas contas. E se você tem alguma dívida, pague-as! Quando você se coloca na posição de negociador, você consegue expor o quanto realmente pode pagar.

Não importa a quantia que você irá aplicar, mas o que importa mesmo é a criar o hábito. Faça uma revisão de suas despesas, comece a ver em qual momento você será capaz de começar a poupar.

Use uma planilha, organize-se, trace uma linha do tempo para você começar a enxergar de forma clara a oportunidade de poupar e praticar a educação financeira.

Busque Conhecimento De Suas Finanças Pessoais

Se chegou até aqui, isso significa que você está no caminho certo. Buscar conhecimento de suas finanças pessoais, irá abrir a sua mente para entender melhor esse mundo.

Uma coisa é certa, quanto mais você aprende, menos erros você irá cometer.

Hoje em dia, o leque de informações está em todos os lugares. Procure diariamente noticias, blogs e assista vídeos sobre o assunto de finanças pessoais.

Tem muita coisa boa. Por exemplo, você pode começar a ler outros artigos relacionados ao assunto neste blog. Mas coloque uma rotina, de preferência diária.

Encontre Outras Formas De Renda

A maioria das famílias, colocam 100% de suas finanças em uma única fonte de renda.

E essa mesma maioria, não consegue se ver fazendo outra coisa a não ser dobrar a sua preocupação de não perder o emprego.

Agora, imagine, por mais que você seja um excelente profissional, isso não impede de que você seja demitido do seu emprego fixo.

Nesse caso é hora de você voltar a pensar na sua poupança pessoal e também começar a fazer reservas financeiras para esse tipo de situação.

Caso haja alguma demissão, você terá fôlego para se manter por alguns meses.

Aproveite também se abrir para uma “mente empreendedora“. Você pode guardar dinheiro para pensar em um negócio próprio.

Assim você não ficará dependente de apenas uma fonte de renda, pense nisso.

Educação Financeira

Espero que essas dicas, tenham lhe dado um start para praticar educação financeira na sua vida.

Visite nossa página do Facebook – Investir e Viver.

Deixe uma resposta