investimentos inteligentes

Investimentos | 3 coisas que você precisa saber antes de Investir

Quando o assunto são investimentos, muitas pessoas pensam logo na poupança. Porém é preciso entender um pouco sobre o mercado financeiro e deixar um pouco de lado a ideia que só existe a poupança para investir.

Pensando nisso, vamos te ajudar a ter uma mente voltada para começar a investir de forma segura e dar os primeiros passos no mercado financeiro.

1. Não precisa ser expert no Mercado Financeiro. Aprenda sem pressa os termos de cada Investimento

De fato, quando alguém resolve investir no mercado financeiro, o que logo deixa muitas pessoas confusas são as famosas siglas financeiras, como por exemplo, CDB, CDI, IPCA, SELIC, LCI, LCA, LC, FGC, dentre outros.

Realmente é uma “sopa de letrinhas”. Mas a dica que fica é, comece a se familiarizar com esses termos sem precisar entender todos de uma vez.

Comece pelo básico, ou seja, termos que muitas vezes estarão na grande maioria dos investimentos, por exemplo, CDI, SELIC e IPCA. De fato, são siglas importantes que impactam em boa parte dos investimentos. Vamos explicar para você já começar a ter uma base:

  • IPCA | É o Índice de Preços para o Consumidor Amplo. Esse é índice oficial de inflação no Brasil. Portanto, se seus investimentos superar esse índice no rendimento, é possível manter o poder de compra.
  • CDI | São Certificados De Depósitos Interbancários. A taxa do CDI é a referência de investimentos de títulos de Renda Fixa. Essa taxa acompanha a variação da taxa Selic.
  • Taxa Selic | Conhecida como a taxa “mãe”, é a taxa oficial do Brasil. A taxa Selic é o termômetro de outras taxas e juros. Portanto, se ela cair, acaba influenciando também as taxas dos bancos e outros investimentos.

Se você se interessou em saber mais sobre siglas financeiras, temos esse artigo que explica com mais detalhes cada um deles “Siglas Do Mercado Financeiro”

2. Tenha o tempo como seu aliado

Não espere ter uma quantia de dinheiro que você considere alta para começar a investir. O quanto antes você investir, melhor para o seu futuro como investidor.

Comece aos poucos, o importante é você dar os primeiros passos. Quando começar a investir mesmo que pouco, você irá se familiarizar com o mercado financeiro, os termos e como dar os próximos passos.

Portanto, comece a investir agora e tenha o tempo como seu aliado.

3. Procure uma corretora de valores ao invés de falar com o seu gerente do banco.

Muita calma nessa hora. Não é minha intenção intervir no seu relacionamento com o gerente do banco. De fato, são profissionais extremamente competentes, o problema está no tipo de investimento que eles oferecem.

Os bancos, costumam oferecer títulos com uma rentabilidade menor em relação a carteira de títulos disponíveis nas corretoras de valores.

Por exemplo, provavelmente um titulo CDB oferecido pelo banco terá uma taxa CDI bem menor em relação aos títulos oferecidos pelas corretoras.

Faça uma comparação e tire suas próprias conclusões e deixe nos comentários. Sempre haverá um CDB mais vantajoso nas corretoras.

Portanto, procure uma boa corretora, existem diversas hoje em dia que oferecem muitas vantagens, como por exemplo taxa zero para algumas operações.

Temos um artigo, no qual falamos da importância de abrir uma conta em uma corretora de valores “Qual a importância de Abrir uma Conta Na Corretora de valores”. 

Conclusão

Em suma, não fique ansioso para investir, comece com calma, entenda algumas siglas do mercado financeiro que estão sempre em evidência.

Aproveite o tempo para investir, mesmo que pouco, afinal esse é o ponta pé inicial para botar em prática o pouco que você aprendeu sobre o mercado financeiro.

E por fim, escolha uma boa corretora, que irá te ajudar a investir de forma inteligente e até mesmo a identificar qual é o seu perfil de investidor.

Visite nossas redes sociais Facebook | Instagram | Pinterest 

Deixe uma resposta